top of page

Big Four - Escalavrado: O famoso paredão liso e imponente da Serra dos Órgãos

Atualizado: 12 de jan.


Escalavrado Big Four Serra dos Órgãos

O Escalavrado pertence ao Parque Nacional da Serra dos órgãos (PARNASO) e é localizado em Guapimirim. Fica bem ao lado do Dedinho de Nossa Senhora e faz parte do Big Four, a escarpa de quatro cumes tão desejada por montanhistas.

O Escalavrado possui 1.406m de altitude, que pode ser acessado através de caminhada semi-pesada e escalada. É uma das poucas montanhas em formato de aresta (ângulo / quina), onde a caminhada é feita pela crista da rocha. Ali é possível ver o Dedo de Deus, Garrafão, Cabeça de Peixe, Agulha do Diabo e outras montanhas da Serra dos Órgãos.

⚠ Lembre-se que antes de fazer a trilha é necessário dar entrada no PARNASO e assinar o tempo de risco/responsabilidade e ao finalizar a trilha, é preciso passar novamente na portaria para dar baixa (dizer que está tudo okay).


Resumo Escalavrado

* Os dados sobre "Dificuldade Média" são baseados no documento oficial da FERMEJ (Federação de Esportes de Montanha do Estado do Rio de Janeiro), clique aqui e saiba mais sobre a Metodologia de Classificação de Trilhas.

 

O que você vai encontrar neste post?

 

Qual a melhor época para visitar o Escalavrado?


A melhor época é durante a Temporada de Montanha que vai de abril a setembro, isso porque tendemos a ter dias mais secos (sem chuvas e raios) e abertos, tornando mais segura a conquista. Não é impeditivo ir fora dessa época desde que consiga uma boa janela de tempo.


⚠ No Escalavrado é MUITO importante que o tempo esteja sem chuva e seco, pois todo o percurso é feito em exposição.



Como é a trilha até o Escalavrado?


A trilha começa na estrada, como quase todas as demais ali da região. É recomendado começar a trilha cedo para conseguir aproveitar o caminho e fazer tudo com segurança e paciência. No geral, esse trecho tende a ser mais escorregadio, então ir com calma e ter ajuda de uma corda é importante, caso sinta necessidade.


A aventura começa com uma trilha íngreme e cheia de escalaminhada. Até que chegamos no primeiro ponto que é necessário segurança, no lajedo de pedra, deste ponto em diante, depois de uns 40min, terá uma subida eterna no lajedo em aderência. No primeiro trecho de escalada, são cerca de 30m com 3 grampos simples com parada em grampo simples.

Alguns trechos são menos inclinados que outros, alguns mais expostos e outros menos, mas sugiro estar com a panturrilha em dia. A trilha, em sua maioria, tem uma excelente aderência, tanto que usufrui da minha sapatilha de escalada e equipamentos e fui escalando alguns trechos, então recomendo ir com uma bota com boa aderência.

Existem dois trechos mais críticos no Escalavrado que seriam as arestas. A primeira seria o trecho mais perigoso, pois só possui 2m de largura e cerca de 30m de comprimento e o precipício está de ambos os lados. Quando está seca, pode até parecer tranquilo, mas se úmida ou se começar a chuviscar ou ventar, pode se tornar muito perigosa.


É fundamental ter o uso de equipamento de segurança nesses trechos. O primeiro possui um grampo simples, porém possui fendas para proteção em móvel e árvores caso sinta necessidade. E a segunda aresta é bem parecida com a primeira, porém possui 5m de largura com 60m de comprimento aproximadamente, então pode aparentar mais seguro, mas recomendo os mesmos cuidados anteriores. Essa possui um grampo simples e uma parada dupla para ultrapassar esse lance.


O quarto lance de escalada possui em torno de 25m também em grampo simples e será seu último trecho mais crítico até última caminhada que levará ao cume. No dia que fomos, havia uma nuvem bem no Escalavrado, o resto estava ensolarado, por isso no cume aparentamos estar acima das nuvens.


Depois de aproveitar o cume, relaxar, ver como as cadeias montanhosas são lindas e assinar o livro do cume, chegou a hora de rapelar para voltar.


Escalavrado Big Four Serra dos Órgãos
 

Orientações para subir o Escalavrado


É necessário a prévia autorização do Parque Nacional da Serra dos Órgãos. No caso de não praticantes experientes de escalaminhadas, o apoio técnico de um guia ou de alguém que já conheça a região é fundamental (assim como o uso de equipamentos de segurança). Por que?

  • Você estará em contato com precipício constantemente;

  • Pode ter rajada de vento, vertigem, medo repentino ou um escorregão que pode vir a ser fatal;

  • NÃO recomendo fazer a trilha se a pedra estiver molhada e muito menos se a pessoa tiver fobia de altura, porque ela estará exposta a isso constantemente;

  • Não recomendo descer correndo, por mais que você se sinta super habilidoso (a).


🔗 Links que podem te ajudar:


No atual momento (2023), é necessário pedir autorização ao PARNASO para realizar a trilha e não está sendo cobrada a entrada.

3 comentários

3 則留言


Ótimo relato sobre o Escalavrado, a formação rochosa do setor Dedo de Deus que mais me impressiona. Na primeira vez que fui quase travei no lombo do burro (esse trecho de 2 metros de largura) tentando subir sem corda, na segunda vez subi mais tranquilo. Para descer dá mais receio nesse ponto e no outro de 5 metros de largura que vc citou também.

按讚
回覆

Na primeira vez subi somente o lombo do burro com corda, na segunda subi tudo sem corda, desci com corda somente no lombo do burro, mas não incentivo ninguém a fazer. Ah, um trecho que acho bem crítico também é aquela escalada diagonal, o trecho subindo antes do primeiro mirante, voltando ali dá mais receio.

按讚

Quem escreve?

Fernanda Diva sorrindo sobre uma montanha de nevada

Fernanda Diva

Design sem nome (18).png

Sou montanhista, viajante, cientista, escoteira, nômade digital, criadora de conteúdo outdoor & fundadora da SOUL AVENTUREIRA. Falo aqui sobre trekking, camping, escalada, montanhas, cachoeiras, praias e muita informação sobre o universo outdoor. 
Acompanhe minhas aventuras
@soul.aventureira!

Aproveite os descontos!

Curso Vivências Outdoor

G0384793_1597165029915(1)_edited.jpg

Fique por dentro!

Seja avisado sobre novas aventuras! Prometo que você só vai receber conteúdo que vale a pena!

Obrigado(a) pela inscrição! Faça parte também da Comunidade Aventureira: clique aqui!

Informações, Equipos e Técnicas

1/3
bottom of page