top of page

Pedra do Papudo na Serra dos Órgãos: bate e volta pela trilha da Pedra do Sino

Atualizado: 30 de abr.


Trilha Pedra do Papudo PARNASO

A Pedra do Papudo pertence ao Parque Nacional da Serra dos órgãos (PARNASO) e sua subida é feita pela sede de Teresópolis. Considero um dos muitos cumes lindos da Serra dos Órgãos. Ela possui 2.220m de altitude, que pode ser acessado através de caminhada moderada.

Esta é uma das montanhas que completa o complexo dos picos que formam o Rosto do Frade. Se você já frequenta o PARNASO, provavelmente já deve ter visto essa formação que parece um amontoado de pedras. Localizado na divisa dos municípios de Teresópolis e Petrópolis, é a sexta montanha mais alta de todo Parque Nacional da Serra dos Órgãos.


Resumo Trilha Pedra do Papudo PARNASO
Resumo Pedra do Papudo

* Os dados sobre "Dificuldade Média" são baseados no documento oficial da FERMEJ (Federação de Esportes de Montanha do Estado do Rio de Janeiro), clique aqui e saiba mais sobre a Metodologia de Classificação de Trilhas.

 

O que você vai encontrar neste post?


 

Como chegar na Pedra do Papudo no PARNASO?

Opção 1: Estilo bate e volta

Você pode fazer todo o caminho e voltar no mesmo dia (essa é a experiência que vou compartilhar aqui). Inclusive, fizemos São Pedro e Papudo no mesmo dia (um desvio na trilha da Pedra do Sino)


Opção 2: Em dois dias com pernoite

Você pode pernoitar no Abrigo 4 após fazer a trilha da Pedra do Sino e no dia seguinte (ou no mesmo dia) fazer o ataque até a Pedra do Papudo já que é no caminho do Sino.

Qual a melhor opção?

Cada caminho tem suas vantagens e desvantagens, o bate e volta exige mais do físico e é necessário um ritmo mais acelerado de caminhada, mas eu, particularmente, amei fazer dessa forma. Na segunda opção, é possível fazer tudo com mais calma, porém carrega mais peso e exige mais tempo (algumas pessoas podem não possuir), porém diria que é mais acessível dessa forma. São aproximadamente 19km de caminhada, então importante levar isso em consideração.

⚠ Lembre-se que antes de fazer a trilha é necessário dar entrada no PARNASO e assinar o tempo de risco/responsabilidade e ao fim da trilha passar lá novamente para dar baixa.



Qual a melhor época para subir a Pedra do Papudo?


A melhor época é durante a Temporada de Montanha que vai de abril a setembro, isso porque tendemos a ter dias mais secos (sem chuvas e raios) e abertos, tornando mais segura a conquista. Não é impeditivo ir fora dessa época desde que consiga uma boa janela de tempo.

 

Como é a trilha até a Pedra do Papudo?


O objetivo é chegar ao cume da Pedra do Papudo, porém para chegar até lá é necessário realizar parte da trilha da Pedra do Sino. Chegamos ao parque assim que ele estava abrindo para conseguirmos aproveitar cada minuto do dia.



A trilha da Pedra do Sino é conhecida como “Caminho do Boi” isso porque é uma trilha sinuosa com baixo grau de inclinação que segue subindo por 11km. É considerada uma trilha fácil comparando com as das regiões (moderada caso não esteja acostumado).


Se você for no estilo bate e volta, é necessário ir num ritmo mais acelerado, pois esse é o trecho que será possível. Afinal, o caminho é bem demarcado, conhecido, aberto e com baixo grau de dificuldade. Você pode fazer o desvio para encurtar sua trilha pelo Paredão Paraguaio (mais informações na Travessia da Neblina).



Cerca de 500m depois da cota dos 2.000, terá a bifurcação para essa trilha do lado direito (não tem placa), ou seja, a entrada fica entre a Cota 2.000 e o Abrigo 4. O acesso do Papudo fica antes do local conhecido como Vale das Antas. Nesse ponto você deverá pegar uma trilha mais íngreme, com leves escalaminhadas, porém rápida. Depois você passará entre as pedras, e aqui é hora de tomar cuidado para não bater a cabeça.


Aproximadamente 30min depois (sem cargueira), você estará no falso cume. Isso porque para atingir o verdadeiro cume, você precisa realizar uma escalada artificial (Agulha Bonatti – artificial com 5 costuras), porém a diferença de altitude entre ambos é pequena e existe o Livro de Cume nos dois lugares. O planejado era fazer o artificial, mas como já tinha passado no São Pedro e o tempo estava começando a fechar, resolvemos ficar nessa base mesmo.



É possível visualizar a cidade de Teresópolis com foco, mas também é possível ver a Pedra do Sino, São Pedro (que realizamos no mesmo dia), Açú, Maria comprida e muitos outros. Eu gostei de conhecer, porém achei mais bonita a formação de longe do que o cume em si quando comparado com os outros cumes da região, mas é claro que a vista não deixa de ser incrível.


Depois de aproveitar bastante e assinar livro do cume, é hora de continuar a trilha, porque para ambos os lados ainda existe uma boa caminhada.

 

Orientações para trilha da Pedra do Papudo


⚠ Antes de visitar o PARNASO é importante conhecer as Regras de Uso Público do PARNASO e algumas normas de conduta consciente em áreas protegidas.


🔗 Links que podem te ajudar:


0 comentário

Comments


Quem escreve?

Fernanda Diva sorrindo sobre uma montanha de nevada

Fernanda Diva

Design sem nome (18).png

Sou montanhista, viajante, cientista, escoteira, nômade digital, criadora de conteúdo outdoor & fundadora da SOUL AVENTUREIRA. Falo aqui sobre trekking, camping, escalada, montanhas, cachoeiras, praias e muita informação sobre o universo outdoor. 
Acompanhe minhas aventuras
@soul.aventureira!

Aproveite os descontos!

Curso Vivências Outdoor

G0384793_1597165029915(1)_edited.jpg

Fique por dentro!

Seja avisado sobre novas aventuras! Prometo que você só vai receber conteúdo que vale a pena!

Obrigado(a) pela inscrição! Faça parte também da Comunidade Aventureira: clique aqui!

Informações, Equipos e Técnicas

1/3
bottom of page