top of page

Paracas e Ica: Tesouros escondidos no Peru

Atualizado: 12 de jan.



Paracas e Ica são dois tesouros pouco explorados no Peru que oferecem experiências de viagem verdadeiramente memoráveis. Além disso, ambos os destinos oferecem uma atmosfera tranquila e autêntica, longe das multidões de turistas, tornando-os refúgios ideais para aqueles que buscam uma escapada única no Peru.


Huacachina é uma vila no sudoeste do Peru, construída em torno de um pequeno oásis cercado por dunas de areia. Está localizada na província de Ica, a cerca de cinco quilômetros da cidade de Ica, no distrito de Ica.


Paracas, com sua deslumbrante Reserva Nacional e Ilhas Ballestas, é um paraíso para os amantes da natureza e observadores de aves, onde é possível testemunhar a vida marinha em seu habitat natural. Paracas é uma cidade costeira localizada no Peru, na região sudoeste do país. Ela está situada na província de Pisco.


Vou compartilhar com você um roteiro de 3 dias para aproveitar ao máximo essa região deslumbrante. Mas antes de descobrir esse roteiro incrível, clique aqui e encontre tudo que precisa saber antes de viajar e planejar sua viagem para o Peru. Lá também será possível encontrar um roteiro completo para um mochilão cruzando o Peru de ônibus com principais paradas em: Puno, Cusco, Lima, Huaraz, Paracas e Huacachina.


⚠ Ah! E lembre-se sempre de estar preparado e aclimatado, seguir as precauções de segurança e procurar saber como está a trilha durante a época do ano que está indo. Equipamentos e vestimentas irão variar de acordo a época, assim como o estado das trilhas (aproveita os cupons de desconto em roupas e equipamentos de trilha!)

 

O que você vai encontrar neste post?


 

Qual a melhor época para visitar Huacachina e Paracas?


A estação mais recomendada para explorar Ica e Huacachina se estende de maio a setembro, caracterizada por um clima ameno e uma baixa incidência de chuvas. Essas condições tornam as experiências ao ar livre significativamente mais agradáveis durante esse intervalo de tempo.


Dia 1: Ica/Huacachina: Como chegar?


  • De ônibus: A viagem de ônibus de Lima para Ica normalmente leva cerca de 4 a 5 horas percorrendo aproximadamente 300km, dependendo das condições do tráfego e do tipo de serviço de ônibus escolhido. O preço médio é de 30 a 60 soles. De Ica para Huacachina, a distância é de cerca de 5 quilômetros, podendo chegar táxi ou táxi coletivo custando cerca de 10 soles.

  • De carro: Se você estiver dirigindo de Lima para Ica/Huacachina, a viagem geralmente levará de 4 a 5 horas, novamente, dependendo das condições de tráfego e das paradas ao longo do caminho.


O que fazer no Deserto de Huacachina?


O deserto que cerca Huacachina é parte do deserto de Sechura, um dos desertos mais áridos do mundo, localizado na costa do Peru. Ele se estende por uma vasta área, caracterizada por extensas dunas de areia, algumas das quais chegam a atingir alturas impressionantes. O deserto de Huacachina é famoso por suas dunas douradas e ondulantes, que criam um cenário espetacular em contraste com o oásis verdejante de Huacachina.



O ponto ápice é o pôr do sol nas dunas e você pode escolher a forma que quer chegar até elas. Aqui estão algumas das coisas que você pode fazer em Huacachina:


  1. Passeios de Buggy nas Dunas: Uma das atividades mais populares em Huacachina é fazer passeios de buggy nas altas dunas de areia que cercam o oásis. Os motoristas de buggy experientes levam os visitantes em passeios empolgantes, proporcionando vistas incríveis e adrenalina.

  2. Sandboarding: Após o passeio de buggy, você pode praticar sandboard nas dunas. É uma espécie de snowboard, mas na areia. É uma atividade divertida e desafiadora, adequada para pessoas de todas as idades.

  3. Caminhadas nas Dunas: Se preferir uma abordagem mais tranquila, você pode fazer caminhadas nas dunas e desfrutar das vistas panorâmicas do oásis e do deserto (minha escolha).

  4. Observação do Pôr do Sol: Huacachina é famosa por seus incríveis pôres do sol. Você pode subir nas dunas para desfrutar de um espetáculo de cores deslumbrantes no final do dia.

  5. Visitar a Vila de Huacachina: A vila em si é pequena, mas você pode dar um passeio e explorar suas lojas, restaurantes e bares.




Dia 2: Paracas: Como chegar?


De Ica a Paracas:

  • Ônibus: A viagem de ônibus de Ica a Paracas geralmente custa entre 10 a 20 soles por pessoa. A distância entre Ica e Paracas é de aproximadamente 75 quilômetros.

De Lima a Paracas:

  • Ônibus: O preço médio de uma passagem de ônibus de Lima a Paracas varia de 30 a 60 soles ou mais, dependendo do tipo de serviço e da empresa. A distância entre Lima e Paracas é de cerca de 260 a 300 quilômetros.



O que fazer no dia da viagem?


Paracas oferece a oportunidade de participar de passeios de caiaque ao pôr do sol, permitindo que os visitantes explorem as águas serenas da região, enquanto apreciam a beleza das paisagens costeiras e a possibilidade de avistar a vida marinha, incluindo leões-marinhos. A duração desses passeios de caiaque pode variar, mas, em média, eles costumam durar de 1 a 2 horas, dependendo da empresa operadora e da rota escolhida. A região de Paracas é igualmente renomada por ser um importante local para a observação de aves, oferecendo aos entusiastas a oportunidade de avistar uma variedade de espécies ao longo da costa e na reserva.


Além disso, recomendo organizar presencialmente como será o seu passeio do dia seguinte. No meu caso, fui no centro para negociar o preço da scooter para ir até a Reserva Nacional e organizar o planejamento de como seria esse percurso.




Dia 3: Reserva Nacional


A Reserva Nacional de Paracas é uma área de conservação ambiental localizada na costa do Peru, renomada por sua impressionante diversidade de ecossistemas e beleza natural. Fundada em 1975, a reserva abrange cerca de 335.000 hectares de território e inclui uma variedade de ambientes, como desertos costeiros, praias intocadas, falésias espetaculares e ilhas marinhas. A reserva é um santuário para inúmeras espécies de aves marinhas, como pelicanos, gaivotas e pinguins de Humboldt, além de abrigar espécies terrestres, como leões-marinhos e guanacos. A área é um local de grande importância tanto para a conservação da biodiversidade quanto para a pesquisa científica.


Os preços de entrada na Reserva Nacional de Paracas variam dependendo da nacionalidade, mas, em média, o custo para visitantes estrangeiros é de cerca de 11 soles por pessoa. Para chegar à reserva a partir de Paracas, você pode contratar um passeio local que incluirá o transporte e a entrada, ou usar um táxi para chegar à entrada principal, ou fazer o passeio completo de biciceta ou ainda alugar uma scooter e fazer o passeio por conta (minha escolha).



Aqui estão os principais pontos de parada no Circuito da Reserva Nacional de Paracas:

  1. Playa Roja: Uma das praias mais icônicas da região, a Playa Roja é famosa por suas areias avermelhadas e águas cristalinas. É um local ideal para relaxar à beira-mar e apreciar a paisagem única.

  2. Lagunillas: Este é um conjunto de pequenas praias e enseadas, cercadas por formações rochosas impressionantes. É um ótimo lugar para observação de aves marinhas e para desfrutar das águas calmas.

  3. Raspón: Raspón é conhecido por suas falésias e formações rochosas que se estendem até o mar, criando vistas espetaculares. É um local favorito para fotografias panorâmicas.

  4. La Mina: Uma pequena enseada com águas calmas, adequada para atividades como natação e mergulho. Oferece uma experiência tranquila na praia.

  5. Catedral: O Mirante da Catedral é um local espetacular para observar as formações rochosas da costa, incluindo a famosa "Catedral", uma estrutura de pedra esculpida pela erosão.

  6. Supay: A Ilha de Supay é um local que abriga uma variedade de aves marinhas e leões-marinhos. Passeios de barco permitem observar a vida selvagem nessa ilha pitoresca.

  7. Yumanque: Playa Yumanque é uma praia isolada com dunas de areia e águas calmas. É um local perfeito para um mergulho ou um momento de relaxamento à beira-mar.

  8. Lismo: Lismo é uma formação rochosa impressionante que se projeta no oceano. Oferece vistas deslumbrantes e é um ótimo local para observar aves marinhas e vida marinha.




0 comentário

Quem escreve?

Fernanda Diva sorrindo sobre uma montanha de nevada

Fernanda Diva

Design sem nome (18).png

Sou montanhista, viajante, cientista, escoteira, nômade digital, criadora de conteúdo outdoor & fundadora da SOUL AVENTUREIRA. Falo aqui sobre trekking, camping, escalada, montanhas, cachoeiras, praias e muita informação sobre o universo outdoor. 
Acompanhe minhas aventuras
@soul.aventureira!

Aproveite os descontos!

Curso Vivências Outdoor

G0384793_1597165029915(1)_edited.jpg

Fique por dentro!

Seja avisado sobre novas aventuras! Prometo que você só vai receber conteúdo que vale a pena!

Obrigado(a) pela inscrição! Faça parte também da Comunidade Aventureira: clique aqui!

Informações, Equipos e Técnicas

1/3