top of page

Seio da Mulher de Pedra no Parque Estadual dos Três Picos

Atualizado: 19 de mar.


Trilha para Seio da Mulher de Pedra

O Seio da Mulher de Pedra pertence ao Parque Estadual dos Três Picos (PEPT) e tem um visual icônico, bem de frente para o Pico Menor, Médio e Maior, assim como Branca de Neve, Anta, Cabritos e até os Três Municípios. A entrada dessa trilha fica em Teresópolis no estado do Rio de Janeiro.


Essa trilha tem esse nome por causa da formação de uma cadeia de montanhas que quando olhadas por um certo ângulo, à distância, é possível observar uma mulher de pedra deitada. E essa trilha seria percorrendo o seio da mulher, que é o ponto mais alto da formação, porém existem trilhas para subir o queixo, o umbigo e sua testa também. O seio em si é muito nítido em diversas trilhas devido à sua formação bem diferente.


Travessia Cobiçado x Ventania
Resumo Rosto da Mulher de Pedra

* Os dados sobre "Dificuldade Média" são baseados no documento oficial da FERMEJ (Federação de Esportes de Montanha do Estado do Rio de Janeiro), clique aqui e saiba mais sobre a Metodologia de Classificação de Trilhas.

 

O que você vai encontrar neste post?


› Qual a melhor época para realizar o Seio da Mulher de Pedra?

 

Qual a melhor época para a realizar o Seio da Mulher de Pedra?


A melhor época é durante a Temporada de Montanha que vai de abril a setembro, isso porque tendemos a ter dias mais secos (sem chuvas e raios) e abertos, tornando mais segura a conquista. Não é impeditivo ir fora dessa época desde que consiga uma boa janela de tempo.


Sobre o Parque Estadual dos Três Picos no estado do RJ


O Parque Estadual dos Três Picos se encontra na Serra do Mar no estado do Rio de Janeiro, abrangendo os municípios de Teresópolis, Guapimirim, Nova Friburgo, Cachoeiras de Macacu e Silva Jardim. Nele está presente o maior índice de biodiversidade de todo o estado do Rio, biodiversidade essa que se explica pela variação de altitudes que variam de 100 até os 2.316m do Pico Maior. O Parque é reconhecido internacionalmente como uma IBA (Important Bird and Biodiversity Area), que diz respeito a uma área prioritária para conservação da biodiversidade de aves, pela BirdLife International. (Fonte: Instituto Estadual do Ambiente)



Como é a trilha do Seio da Mulher de Pedra no Parque Estadual dos Três Picos?


A trilha do Seio da Mulher de Pedra é considerada pesada pela caminhada extensa e íngreme, escalaminhadas, exposição, elevação e mata fechada. É recomendado um guia local ou ir com pessoas que já conhecem o o percurso inteiro.



A entrada inicial da trilha fica na bifurcação da Estrada da Mulher de Pedra e o desvio para o Sítio do Lu, existe pouco espaço para carros então uma opção é chegar bem cedo ou parar o carro um pouco antes e vir caminhando. Há a possibilidade de chegar de ônibus, porém terá um aumento de aproximadamente 4km (ida e volta) em sua trilha.


Na época existia um ponto d'água após 1km do início da trilha aproximadamente, então se prepare e aproveite! A maior parte do caminho e partes mais desafiadores estarão à frente. Por não ser uma trilha muito frequentada e não ter muito manejo, foi comum achar vários trechos com a mata bem fechada (nada impossível de passar), mas é bom se planejar com isso.

As trilhas do PETP no geral tendem a ser mais fechadas, justamente por serem menos conhecidas e frequentadas. A chance de você realizar uma trilha no PETP e não encontrar ninguém, comparada com o PARNASO é bem maior, gosto de dizer que ele é um parque mais selvagem. Uma comparação parecida com o Parque Nacional da Tijuca e o Parque Estadual da Pedra Branca no RJ, para quem conhece.


Trilha para Seio da Mulher de Pedra
Vista para Mulher de Pedra da Pedra da Tartaruga

A partir de 1h30min de trilha, ela aumenta a inclinação e as escalaminhadas começam. Alguns trechos são mais escorregadios, íngremes ou mais expostos que outros, mas nada de escalada presente. Existe um único trecho em torno de 10m em que uma corda pode ser útil, lembrando um pouco a famosa Carrasqueira da Pedra da Gávea, porém mais leve. Na época o ponto de ancoragem era natural, não havia grampos e havia relatos de uma antiga corda, mas não estava presente na época.


A caminhada segue sempre subindo, uma dica é: antes de se ancorar em troncos, raízes e rochas, sempre verifique se eles estão bem presos e dê preferência para o que forem mais resistente.


Após quase 2h30 de caminhada, chegou a hora do trecho mais exposto que passamos. Estava bem íngreme, com terreno muito erodido, escorregando bastante, a exposição estava bem alta, o sol estava bem intenso e para completar o vento estava bem forte. Continuamos caminhando com calma e atenção até a chegada no lajedo de pedra.



A partir dele, a subida continua íngreme e cansativa, porém a exposição diminui bastante, gerando um conforto maior na caminhada. Uma bota com boa aderência e bastões de caminhada podem ser muito úteis na subida e principalmente na descida dessa trilha (aproveite os descontos aqui no blog em artigos outdoor!)


A vegetação realmente muda para campos de altitude e nessa hora vale a pena dar uma olhadinha para trás porque o visual é realmente incrível!


Após aproximadamente 4h de caminhada pesada, você chegará no tão sonhado cume. Um dos mais lindos do PEPT, sem sombras de dúvidas.


montanhas nomes seio mulher de pedra tres picos

De um lado, o visual do PARNASO como foco, e do outro, o PEPT, que para mim é a vista mais impactante. É uma trilha que te faz viver muito o presente e uma das minhas favoritas.



Aproveite o visual, se conecte com a natureza, reponha as energias, assine o livro de cume e se prepare para descida e próximas horinhas de trilha.


Não recomendo fazer essa trilha pós chuva ou com chance de precipitação, pois pode se tornar bem perigosa, principalmente na descida.


 

Orientações para trilha do Seio da Mulher de Pedra


  • Informe-se sobre as normas e regulamentos dos locais que vai visitar;

  • Caminhe somente pelas trilhas! Atalhos são perigosos e degradam o ambiente;

  • Deixe cada coisa em seu lugar! Não risque pedras ou troncos de árvores;

  • Respeite a fauna e a flora: observe animais à distância, não os alimente, não cace nem colete espécies;

  • Não faça fogueiras!

  • Cuide do lixo que você produz até chegar a um ponto de coleta;

  • Leve materiais de primeiros socorros;

  • Informe às autoridades em caso de acidente;

  • Não é permitido transitar com animais domésticos nas unidades de conservação.


🔗 Links que podem te ajudar:

3 comentários

3 comentários


Fiz essa trilha no dia 03/06/2023, realmente a vista é fascinante, umas das mais bonitas do PETP. Creio que choveu no dia anterior, 75% da trilha estava realmente muito escorregadia.

Curtir

André Luiz
André Luiz
25 de abr. de 2023

Como sempre um post completo com todas as informações necessárias pra quem deseja fazer essa trilha!

conteúdo incrível!

parabéns Fer😉

Curtir
oisoulaventureira
oisoulaventureira
26 de abr. de 2023
Respondendo a

Obrigada André ! Estou adorando te ver sempre por aqui =)

Curtir

Quem escreve?

Fernanda Diva sorrindo sobre uma montanha de nevada

Fernanda Diva

Design sem nome (18).png

Sou montanhista, viajante, cientista, escoteira, nômade digital, criadora de conteúdo outdoor & fundadora da SOUL AVENTUREIRA. Falo aqui sobre trekking, camping, escalada, montanhas, cachoeiras, praias e muita informação sobre o universo outdoor. 
Acompanhe minhas aventuras
@soul.aventureira!

Aproveite os descontos!

Curso Vivências Outdoor

G0384793_1597165029915(1)_edited.jpg

Fique por dentro!

Seja avisado sobre novas aventuras! Prometo que você só vai receber conteúdo que vale a pena!

Obrigado(a) pela inscrição! Faça parte também da Comunidade Aventureira: clique aqui!

Informações, Equipos e Técnicas

1/3
bottom of page